Relação terapeuta-paciente: o poder do olho no olho

Como fisioterapeuta, qual é a importância que você tem dado à relação terapeuta-paciente?

Qual foi a última vez que você deu verdadeiramente atenção a um paciente? Que realmente se importou com a condição dele? Que olhou em seus olhos?

Fala-se tanto da importância dessa relação terapeuta-paciente hoje em dia que até parece que virou um assunto clichê, mas é aí que mora o problema…

… pois passamos então a dar menos atenção a esse relevante assunto.

Associado a isso, o sucateamento da área de saúde tem feito os profissionais que trabalham nela perderem a noção da sua missão, que é cuidar da saúde de seres humanos.

O resultado disso são atendimentos (muito) rápidos, de baixa qualidade e impessoais… mal sabem esses profissionais o poder que o olho no olho tem!!

A importância da relação terapeuta-paciente


Relação terapeuta-paciente
Relação terapeuta-paciente

Em 2013, Ferreira e sua equipe conseguiram mostrar que o tipo de aliança clínica entre paciente e fisioterapeuta é um importante preditor de bons resultados clínicos.

De forma complementar, O’Keeffe e colaboradores (2016) encontraram que fisioterapeutas atentos a habilidades interpessoais (ex.: ser amigável, escutar, incentivar, confiar) e de comunicação (principalmente não verbal como gestos e olhares) podem melhorar seus resultados clínicos.

Já um estudo feito por Czerniak et al. (2016) comparou dois modelos de atendimento:

  • Modelo (a): comunicação verbal restrita, pouca interação e contato visual mínimo e;
  • Modelo (b): comunicação verbal constante, interação tátil deliberada e contato visual frequente.

Os autores concluíram que o modelo (b) apresentou melhor efeito benéfico sobre o tamanho da resposta clínica.

Conclusão


Os trabalhos científicos apresentados aqui deixaram claro que cultivar uma boa relação terapeuta-paciente não é apenas um apelo sentimental. Possui forte embasamento científico apontando para benefícios terapêuticos.

Portanto, nunca mais esqueça que:

  • Olhar nos olhos do seu paciente não é perder tempo… é ganhar desempenho!
  • Um fisioterapeuta que busca a alta performance deve oferecer um atendimento humanizado.

Se você apoia e/ou pratica essa relação “olho no olho” com os pacientes deixe um comentário e compartilhe esse post nas suas redes sociais!!!

Abraçãããoo!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by Copyscape